Início 2019-06-10T21:07:50+00:00

“TODOS NASCEMOS COM ASAS MAS SE FOREM SENDO CORTADAS,
QUANDO CHEGAMOS À ADOLESCÊNCIA PODEMOS CAIR AO TENTAR VOAR.

Sinopse

Tomé gostava de subir para sítios altos para ver o nascer do sol, até que um dia tentou abrir as suas asas para voar mas é difícil voar quando as asas foram sendo cortadas ao longo da sua vida, a tentativa foi frustrada e ele caiu para a sua morte.

Tomé tinha acabado de fazer 18 anos uma semana antes, estava a tentar voar agora como recém jovem adulto mas não conseguiu, é a história do Tomé sobre a qual vamos falar, alguém que via com tanta clareza aquilo que se passava à sua volta, na sociedade, educação, política, família, amizade, e que não conseguia deixar de sofrer por isso.

O que se passou com o Tomé que o levou a este fim? Os textos que Fátima, a mãe de Tomé, encontrou após a sua morte escritos por ele dão-nos pistas do que o fazia sofrer e também do que o fazia mover, estes textos trazem uma mensagem sobre o que o Tomé achava que era necessário para termos uma sociedade mais harmoniosa que não quebrasse as pessoas por dentro, que as fizesse pensar pela sua própria cabeça e a serem verdadeiras consigo mesmas. Estes textos que escreveu ao longo da sua adolescência tocam pela sua clareza e sensatez mas também pela dor que neles contém, uma pessoa com tal sensibilidade, honestidade e genuinidade que é incapaz de deixar alguém indiferente às suas palavras.

Já há algum tempo Tomé tinha começado a ter alguns comportamentos de risco, numa madrugada, alcoolizado decidiu subir para uns andaimes que encontrou de um prédio, supostamente para ver o nascer do sol como os amigos referem que ele gostava de fazer mas caiu e morreu. Tinha feito 18 anos há cerca de 1 semana atrás. Após a sua morte Fátima, a mãe, começa a encontrar textos escritos por ele, textos estes que explicam claramente as suas ânsias e dores mas também os seus ideais e sonhos para uma sociedade melhor, mais plena e harmoniosa.

O Tomé será o nosso guia ao longo deste filme com as palavras que deixou por ele escritas, teremos também pessoas próximas do Tomé – família e amigos – que irão contextualizar alguns dos seus textos onde iremos compreender melhor o Tomé e o porquê desta mensagem de vida deixada por ele.
Com os testemunhos das várias pessoas aos poucos juntaremos as peças do puzzle, o porquê do Tomé, que era quem andava sempre a tentar salvar todos à sua volta, não se conseguir salvar a ele próprio no fim.
Como uma amiga sua uma vez disse, nunca imaginou que alguém que significava luz para ela, pudesse ter tanta escuridão dentro de si. O filme vai alternar entre a luz e a escuridão de Tomé e formar um retrato completo desta pessoa que tocava todos aqueles que o rodeavam com a sua autenticidade, genuinidade e sensibilidade na esperança de criar um mundo melhor.

clique na imagem para visualizar o teaser

“O QUE EU DIGO SÃO APENAS PALAVRAS POSTAS EM LETRA
NÃO É UM LIVRO SAGRADO NEM UMA CONSTITUIÇÃO
MAS O QUE IMPORTA É QUE ESTA MENSAGEM VEM DO CORAÇÃO”
(TOMÉ)

Equipa

Joana Maria Sousa

Realizadora

Joana Maria Sousa nasceu na cidade de Lisboa, Portugal. Desde criança sempre esteve em contacto com as artes, através das pinturas e escrita da sua mãe, teatro e música através da irmã mais velha. Encontrou o seu caminho quando iniciou a aventura de estudar cinema, na Universidade Lusófona em Lisboa. Foi lá onde descobriu o seu amor pela escrita, realização, edição e fotografia.

Enriqueceu a sua formação com cursos em Bruxelas, Colónia e Budapeste especializando-se na área de realização e que lhe deu a oportunidade de realizar o seu primeiro filme de curto financiado – WE ARE DESPERATE – através do Europe Media Program e, consequentemente, o seu primeiro documentário curto – LIKE A TREE – filmado na China por convite do programa Looking China 2015.

Também se aventurou numa residência artística em Barcelona – DYF: Design Your Future – que a motivou ainda mais a usar a sua arte a favor do activismo social e que mais tarde deu frutos no vídeo – SEE ACTIONS. NOT COLOURS. – que criou ainda como estudante como parte de uma campanha de sensibilização a favor da inclusão social e com o qual ganhou três prémios, um pelo Conselho da Europa, outro no Festival Plural+ organizado pelas Nações Unidas e o último no Festival da Sony – Picture This.

Hoje em dia, já com alguns filmes curtos realizados e escritos por si – incluindo os filmes de ficção curtos premiados como “OOBE”, “WE ARE DESPERATE” e “SEE ACTIONS. NOT COLOURS.”, continua a trabalhar arduamente para provocar emoções e contar histórias sejam elas através de imagens em movimento ou fotografia. Actualmente está a trabalhar no seu primeiro documentário longo – “TOMÉ”.

Joana Vieira

Produtora

Joana Vieira, algarvia de gema, é apaixonada pela arte de fazer filmes. Licenciou-se em Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia. Durante o seu percurso académico teve o privilégio de produzir várias curtas-metragens e entre elas encontra-se “Utopia” que já conta com várias participações em festivais, tais como FantasPorto, NAFF- 1a Mostra de Cinema de Benfica, CinEuphoria, competição Frame1 da Canon – uma das dez finalistas, RTP2. Exibição Internacional: Panorama Fenêtre Ouverte Universitaire do Festafilm Montpellier.

Em 2015 colocou a mochila às costas e partiu à aventura com a sua companheira de filmes Joana Maria, durante a viagem foram documentando todos os momentos desta aventura intitulada de
“Hit the road Joanas”.

Durante cerca de 2 anos fez produção de exteriores para dois programas televisivos: Espaços & Casas (Sic Notícias) e Network Negócios (RTP).

Produziu o spot publicitário “See Actions Not Colors” para o Conselho da Europa em parceria com a Universidade Lusófona que conta já com o Prémio PLURAL+ DANUBE 2017 pelo Media Education Center em Nova Iorque, EUA.

Neste momento trabalha em Direcção de Produção – Planeamento na RTP.

Fátima Marques

Chefe de Produção

O meu nome é Fátima Marques, sou a mãe do Tomé, do Isac e da Bianca.

Normalmente são os pais quem deixa uma herança, neste caso herdei do Tomé os seus textos e a sua vontade/necessidade de mudar o mundo.Essa é uma responsabilidade enorme e maravilhosa.

O Tomé via o mundo de uma forma muito lúcida e tinha uma ideia clara do que queria mudar.Tal como muitas outras pessoas antes dele, o Tomé pode participar na mudança do mundo apesar de já não estar fisicamente nele.Ele pode fazê-lo através de nós. As palavras do Tomé já não são só dele, são de todos, poderiam ser de tanta gente.

Há por aí tantas pessoas, adolescente e não só, que como o Tomé querem e precisam de um mundo com mais alma e coração, urgentemente. Precisam de saber que não estão sozinhas.

Diana Lima

Produção

Nasceu em Setúbal, em 1988. É licenciada em Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia, pela ULHT.

Após os estágios realizados na Valente Produções, na Clap Filmes e na Longshot Produções continuou a aprender a fazer cinema integrada na equipa da ByronProduções onde participou em projectos na área de Produção, com destaque para o episódio piloto da série “Sangue Frio” e fez parte da equipa de produção da curta-metragem “Let there be light”, de Laura Seixas, a qual marcou presença na 69a edição do Festival de Cannes, secção “Creative Minds”. Colaborou ainda como crítica de cinema com as revistas on line M.A.D.E Magazine e Rua de Baixo.
É, desde Julho de 2015, presidente da 50Cuts Associação Cinematográfica, sediada em Setúbal associação responsável pela produção das cur- tas-metragens “A Fêmea”, que venceu o Concurso Yorn micro curtas do Motelx 2016 , “ Red Queen” e “Calipso” seleccionadas para o FantasPorto 2018.

Recebeu em 2016 o prémio Jovem Revelação na categoria de Cinema, atribuído pela Câmara Munici- pal de Setúbal, pelo trabalho desenvolvido na área do cinema

Janine Pereira

Diretora de Comunicação

Janine Pereira, nasceu na Alemanha, filha de Pais Portugueses vem viver para Portugal com 7 anos de idade onde teve de enfrentar o “bicho de 7 cabeças” que é a Língua Portuguesa, claramente este desafio desenvolveu em tenra idade a sua capacidade como ouvinte e a sua noção da importância da comunicação. Hoje em dia é fluente em 3 línguas (Alemão, Português e Inglês).

Desde os 14 anos que começou a ter pequenos trabalhos em busca de alguma liberdade e independência o que veio trazer bastante maturidade durante a construção da personalidade na sua juventude.

Em busca de auto conhecimento sentiu a necessidade de viajar sozinha. Defende que não são os lugares que fazem uma boa viagem mas sim as pessoas que se cruzam no seu caminho.

A sua auto realização é para si de maior importância, na qual trabalha com dedicação, empenho e foco em todos os seus objetivos. Com formação em Organização de Eventos, Relações Publicas, Relações Humanas e Comunicação Organizacional, hoje em dia trabalha arduamente na sua grande ambição, ser bem sucedida.

Fátima Marques, a mãe do Tomé, iniciou um blogue, menos de duas semanas após o acidente que foi fatal para o seu filho.
 
Nesse blogue desabafou e partilhou a sua experiência do luto, passo a passo e sem “photoshop” emocional e, também, as suas viagens interiores suscitadas pela sua relação com o Tomé e pela descoberta gradual dos textos que ele escreveu ao longo da adolescência. 
 
Esse blogue, foi transformado em livro, junto com textos do amigos e textos inéditos, e está agora disponível para venda.
Todos os lucros revertem a favor da produção do filme “Tomé”.
COMPRAR

Faz Parte do nosso Projeto

Para que este filme passe do sonho à realidade precisa de dinheiro. O financiamento avança passo a passo neste preciso momento, é um processo vivo do qual podes fazer parte.

Escolhe uma das opções abaixo:
– Fazendo uma transferência única.
– Apoiando-nos regularmente com uma transferência fixa mensal, através do nosso NIB/IBAN:

  • NIB/IBAN: PT50 0033 0000 0004 5300 13789

Assim que fizeres o teu donativo gostaríamos muito de receber um email para sabermos que foste tu!

Notícias

Janeiro 2018

Entre em Contacto

Queremos ter-te por perto, envia-nos um mail ou visita-nos nas nossas redes sociais. Responder-te é sempre uma alegria para nós e motiva-nos a voar mais alto. Se a história do Tomé te toca e queres convidar-nos para apresentar o Teaser e o projeto onde quer que estejas, contacta-nos.